Ainda dá tempo de entrar na bolsa? (Parte 1)

Por Romero Oliveira – Especialista em Renda Variável

 

Em tempo de recordes históricos em qualquer índice de ações, é comum surgir os seguintes questionamentos: a bolsa está cara? Ainda faz sentido investir em ações nos patamares atuais?

É uma pergunta pertinente. Olhando puramente os pontos do Ibovespa, o investidor pode chegar à conclusão de que a bolsa se encontra em patamares esticados.

Nesse sentido, convido o investidor para uma investigação mais profunda.

Preço por Lucro do Ibovespa

Abaixo, temos o gráfico de P/E do Ibovespa desde 2010. O P/E Ratio pode ser traduzido como o indicador Preço por Lucro e é uma maneira de avaliar quanto se paga por um ativo em relação ao que ele gera de lucro.

Por exemplo, se uma empresa ou a própria bolsa está negociando a um P/E de 10, quer dizer que o investidor está disposto a pagar R$ 10,00 reais por R$ 1,00 de ganho.

Portanto, quanto menor o P/E, melhor.

O P/E da bolsa brasileira está negociado um pouco acima da média histórica (13,3x VS. 12,6x em 12 meses P/E). Se parássemos a análise por aqui, poderíamos chegar à conclusão que a bolsa está cara, porém, agora, o cenário é diferente.

Os agentes de mercado enxergam que esse prêmio é justificado e pode ser mais de 14x, dada a aceleração dos lucros das empresas esperado para o próximos dois anos e o custo de capital reduzido, reflexo direto da taxa Selic que se encontra em patamares mínimos e com perspectivas de novas quedas.

Analisando o indicador Earnings Yield

Olhando a foto de cabeça pra baixo, temos o indicador Earnings yield, ou seja, o inverso do P/E menos a taxa de juros real de 10 anos, basicamente o que o Tesouro IPCA+ entrega a você de juros real.

Observe que esse indicador está no patamar de 4,5% contra sua média histórica de 2,2%, ou seja, se antes você recebia na média 2,2% + Juros real em 10 anos para investir na bolsa, hoje em dia, você recebe na média em torno de 4,5% + Juros real em 10 anos.

Para esse número voltar a patamares próximos da sua média histórica, é necessário que o Ibovespa suba.

Target prices não devem ser tomados como lei. No entanto, servem-nos para mostrar uma direção. Assim, olhando para direção que a bolsa pode tomar caso volte à média histórica (Rendimento de 2,2%), o Ibovespa teria que subir para 147 mil pontos.

Até lá, o investidor deverá estar preparado para os altos e baixos que são intrínsecos ao mercado de renda variável.

Como conclusão: o prêmio para se investir na bolsa continua atrativo.

Na próxima semana, farei uma análise pela perspectiva do fluxo que poderá migrar para bolsa frente o cenário atual.

Até lá!

 

Romero Oliveira

*Especialista em Renda Variável

Engenheiro, pós-graduado em Estratégias Financeiras, especialista da mesa de Renda Variável da Valor Investimentos.

e-mail: roliveira@valorinvestimentos.com

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *