Como ganhar dividendos na bolsa de valores? Descubra!

Quem deseja diversificar a carteira e busca aumentar os rendimentos pode investir em ações ou em fundos imobiliários para receber dividendos. Esses proventos vêm de parte dos lucros que as empresas de capital aberto – e os FIIs – compartilham com os seus acionistas (ou cotistas).

E, mesmo que você acredite que a bolsa de valores não é para você, saiba que qualquer pessoa pode investir em renda variável e começar a receber dividendos. Esta é, inclusive, uma das estratégias mais utilizadas por quem investe visando obter renda passiva.

Pensando em ajudá-lo a saber mais sobre o assunto, preparamos este artigo para você. Continue a leitura e descubra como ganhar dividendos na bolsa de forma descomplicada. Boa leitura!

O que são dividendos?

Quem investe em ações sabe que os papéis de empresas estáveis e sólidas no mercado não costumam valorizar fortemente ao longo do tempo. Afinal, a estabilidade do negócio tende a manter o valor de mercado em crescimento contínuo, porém sutil.

Nesse caso, investidores que buscam obter rendimento a partir destas ações acabam não encontrando oportunidades tão atrativas na compra e venda dos ativos. Para encontrar melhores alternativas de rentabilizar o aporte, o investidor pode optar por empresas que pagam bons dividendos aos seus acionistas.

O pagamento destes proventos – obrigatório entre as empresas listadas na bolsa brasileira – é um rendimento pago pelas companhias como forma de atrair, remunerar e reter investidores. Ele existe devido à distribuição de parte dos lucros obtidos pela empresa aos seus acionistas.

Esse pagamento pode ser feito na forma de dinheiro, ações ou direitos de propriedades – sendo o último mais raro.

Como funciona o pagamento de dividendos?

A lei estabelece que os dividendos devem ser pagos, pelo menos, uma vez por ano. Algumas empresas fazem pagamentos semestrais, trimestrais e, menos comumente, mensais – de acordo com o próprio estatuto.

A legislação não define um percentual mínimo para pagamento, mas é comum que as empresas paguem, no mínimo, 25% do lucro líquido da organização. Assim, o valor que o investidor recebe já está isento do Imposto de Renda.

Uma das grandes vantagens dos dividendos é o recebimento de renda passiva. Assim, os investidores podem receber os valores – pagos de acordo com o número de ações que cada investidor tem – e reinvesti-los, aumentando seu patrimônio cada vez mais.

Contudo, vale a pena destacar que, mesmo havendo organizações com histórico positivo de pagamento de proventos na bolsa, é essencial avaliar os fundamentos das companhias. Assim, ficará mais fácil identificar quais são as chances que ela tem de seguir distribuindo lucro aos acionistas.

Quais são os tipos de dividendos?

Como você já sabe, quem investe com o objetivo de ganhar dividendos normalmente recebe o valor distribuído em dinheiro ou em ações. No primeiro caso, a remuneração é estimada em reais ou em percentual.

Outra opção é que o pagamento seja feito na forma de ações adicionais. Nessa situação, o investidor recebe mais papéis daquela empresa – o que pode aumentar seu lucro no futuro.

Conheça outros tipos mais comuns de dividendos que os investidores podem receber:

Bonificação

Quando o pagamento é feito em forma de ações, ele é chamado de bonificação. Essa distribuição é realizada de acordo com o número de papéis que o investidor já tem. Por isso, na próxima vez, a tendência é que ele receba ainda mais ativos.

Juros sobre capital próprio

Assim como os dividendos, os juros sobre o capital próprio são provenientes de ações. No entanto, ao contrário do provento anterior, o investidor precisa arcar com 15% de tributação referente ao Imposto de Renda.

Dividendo especial extraordinário

As empresas podem fazer pagamentos extras aos seus acionistas. Nesses casos, a remuneração é chamada de dividendo especial extraordinário. Isso pode ocorrer por diversos motivos, como um aumento no caixa ou um ganho inesperado da organização.

Proventos de fundos imobiliários

Os fundos imobiliários também pagam dividendos para quem investe a partir deles. A maioria faz a distribuição dos rendimentos de forma mensal. No entanto, a regulamentação define que o pagamento deve ser feito semestralmente.

Além disso, os fundos imobiliários devem repassar, a cada seis meses, pelo menos 95% dos lucros para seus cotistas. Por isso, esse tipo de ativo também pode ser uma boa opção para quem quer aumentar os rendimentos e diversificar a carteira exposta à renda variável.

Qual é o objetivo do investidor que foca em dividendos?

Em geral, o maior objetivo de quem foca em investir em dividendos é acumular patrimônio no longo prazo. Para potencializar esses ganhos, existem algumas estratégias que os investidores mais utilizam.

Entre elas está o reinvestimento do valor recebido, como você já sabe. Assim, o investidor consegue comprar novas ações – impulsionando o crescimento do seu patrimônio líquido. E, claro, acelerando seus rendimentos e alcançando seus objetivos mais rapidamente.

Ao reinvestir os dividendos, você acumula juros compostos – que passam a agir sobre um montante cada vez maior. É por esse motivo que investir em dividendos pode ser uma alternativa interessante para quem deseja viver de renda no futuro.

Entretanto, não se esqueça de que é importante respeitar o seu perfil de investidor e a sua tolerância ao risco antes de fazer sua escolha.

Como ganhar com dividendos na Bolsa de Valores?

Se você tem o perfil adequado para investir na bolsa e deseja ganhar dividendos na bolsa de valores, precisa saber que, antes de fazer os seus investimentos, é importante se planejar. E também avaliar as opções do mercado.

Afinal, o planejamento permite o investimento frequente, enquanto uma boa análise costuma resultar em ganho recorrente de dividendos e o aumento do patrimônio no longo prazo.

Portanto, é fundamental se organizar para manter aportes frequentes e escolher organizações que sejam boa pagadora de dividendos.

A empresa deve ser analisada de maneira completa. Entre os fatores que você deve analisar ao escolher uma ação, estão:

  • como está a saúde financeira da empresa;
  • qual é o preço da ação;
  • como é a atuação do negócio em relação aos concorrentes;
  • qual é a periodicidade dos pagamentos de dividendos.

Além disso, existem alguns indicadores que devem ser verificados, como o Dividend Yield. Ele mostra o retorno dos dividendos em um determinado período. A análise é feita em relação ao preço das ações.

Outra boa dica é ter atenção no momento de investir. Ao encontrar uma ação que paga bons dividendos, não invista todo o seu dinheiro nela. Lembre-se de que não existem garantias da continuidade do lucro e, por isso, é essencial minimizar o risco.

A melhor forma de diluir riscos é ter uma carteira de investimentos diversificada. Dependendo do seu perfil, inclusive, não é necessário investir apenas em ativos de renda variável.

Você pode combiná-los com outros tipos de investimentos – inclusive de renda fixa, como Letras de Crédito e Certificados de Depósito Bancário, por exemplo.

Concluindo

Comprar ações que pagam bons dividendos pode ser uma estratégia eficaz para aumentar o seu patrimônio no longo prazo. Por esse motivo, muitos investidores com perfis moderados e arrojados encontram no mercado de ações uma alternativa para alavancar seus rendimentos.

Se esta for uma estratégia interessante para seus objetivos, não deixe de considerá-la ao investir na bolsa de valores. E, caso ainda tenha dúvidas sobre como ganhar dividendos com ações ou fundos imobiliários no mercado, entre em contato conosco e tire suas dúvidas!

Gostou do assunto? Então não deixe de complementar a leitura e entenda o que é alavancagem na bolsa de valores e como ela funciona.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *