Guia rápido sobre como investir na bolsa de valores

Já pensou em entrar na bolsa de valores? Se você já teve essa ideia, mas desistiu por achar essa forma de investimento muito complicada, não deixe de conferir este guia rápido que preparamos sobre como investir na bolsa.

Aqui, explicamos de forma direta o que é a bolsa de valores, como ela funciona, o que são e quais são os tipos de ações, além de darmos algumas dicas práticas a respeito dos primeiros passos.

Ficou interessado no assunto? Então, prossiga com a leitura e confira o material até o fim.

O que é a bolsa de valores?

A bolsa de valores é o local desenvolvido para a negociação de ações e de outros ativos. Sua função é garantir que as operações sejam efetuadas de forma segura e transparente, permitindo que ambas as partes do negócio estejam protegidos quanto a lisura dessa transação. A

Vale ressaltar aqui, que a bolsa de valores brasileira é a B3, que por muito tempo foi conhecida como BM&FBovespa.

Como ela funciona?

Uma bolsa de valores funciona com base na compra e venda de ativos, principalmente as ações, que são os mais conhecidos. Dessa forma, um investidor que atua nesse tipo de negócio escolherá quais são as que representam as melhores oportunidades de ganho. Com elas em mãos, é possível esperar que se valorizem para lucrar ou vendê-las antes que sua cotação caia.

Foi-se o tempo em que os pregões da bolsa de valores eram sinônimo de gritaria e ritmo frenético. Hoje em dia, a maioria das operações são feitas pela internet e muitos investidores utilizam o chamado home broker para comprar e vender ações de qualquer lugar.

O que são as ações?

As ações são a parte mínima do capital de uma empresa. Quando ela decide abri-lo, sua propriedade é dividida em milhares de títulos. Quem compra o papel passa a ser sócio da companhia e pode usufruir do bom desempenho da empresa, caso isso se concretize. Por outro lado, ele pode sofrer perdas se essa expectativa não se transformar em realidade.

A maioria das emissões de ações acontecem para que as empresas captem recursos e façam novos investimentos. Esse processo recebe o nome de oferta pública inicial e é cercado de regulamentações.

A partir disso, todo o dinheiro arrecadado com a primeira venda das ações vai para a empresa (o chamado mercado primário), enquanto nas demais compras e vendas o dinheiro fica com os investidores.

Nem todas as ações são iguais, elas podem ser divididas em dois grandes grupos: as ordinárias (ON) e as preferenciais (PN). As do primeiro grupo dão ao acionista o direito a voto para escolha de membros do conselho direto da empresa. Por outro lado, eles entram na fila para receber o dinheiro investido caso a empresa quebra. Já as do segundo não dão direito a voto, mas têm privilégios nos pagamentos de dividendos.

Como investir na bolsa?

A seguir, listamos um passo a passo de com o que você deve fazer para investir na bolsa. Então, continue a leitura e confira o nosso tutorial.

Escolha uma corretora

O primeiro estágio de quem quer investir na bolsa é abrir uma conta em uma corretora. Pesquise bastante antes de fazer isso, buscando aquelas com melhores serviços, tarifas competitivas e ferramentas adequadas ao seu perfil.

Saiba como escolher onde investir

Não escolha as ações na qual você pretende investir sem antes fazer uma análise profunda sobre a reputação daquela empresa, sua situação atual e quais são as perspectivas para o futuro. Se precisar, não hesite em pedir ajuda especializada!

Faça a avaliação dos riscos

O mercado de ações sofre bastante com a volatilidade — ou seja, uma mesma ação pode ter variações bruscas em sua cotação em um curto período. Por isso, é importante considerar essa exposição ao risco e sempre investir na diversificação da sua carteira.

Considere os custos

Pondere sobre os custos cobrados de quem investe em ações. Calcule taxas (de custódia, corretagem e emolumentos) e tributos (principalmente o imposto de renda) quee impactam sua rentabilidade.

Acompanhe o mercado

A bolsa de valores é bastante sensível a novidades nacionais e internacionais. Ou seja, é preciso acompanhar como tudo afeta em suas aplicações de forma constante, sob o risco de perder dinheiro.

Saber como investir na bolsa não deve ser visto como algo complicado ou acessível apenas a uma minoria. Com boas informações, como as trazidas neste texto, ela é uma forma de investimento viável para diversos perfis de investidores.

Continue aprendendo sobre o assunto assinando a nossa newsletter para receber mais conteúdos como este diretamente em seu e-mail!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *