Desafios para o próximo governo

Em recente palestra, estrategista-chefe da BTG Pactual, João Scandiuzzi, faz um mapeamento dos desafios brasileiros.

Um dos enormes desafios a serem enfrentados pelo próximo governo é a questão do déficit fiscal. Com os cofres públicos no vermelho, o governo federal perdeu seu potencial de investimento. Se por um lado, os recursos financeiros do Estado estão escassos; por outro, abre-as uma janela de oportunidades para novas parcerias com o setor privado.

Em palestra realizada pela Valor Investimentos, João Scandiuzzi, estrategista-chefe da BTG Pactual, afirmou que o “novo governo terá de chamar o setor privado para o jogo, já que não tem espaço para aumentar investimentos de maneira significativa”. Acrescentou ainda que a aliança deverá balizar-se no sentido de garantir regras estáveis, passando por uma profissionalização das agências reguladoras.

O desenho regulatório é outro ponto relevante destacado por Scandiuzzi para promover uma competição saudável. Salientou ainda que “é necessário arrumar o déficit fiscal para dar previsibilidade de solvência da dívida pública e retomada de crescimento, já que o país passou pela pior recessão da história”. “Recuperar a confiança de consumidores e empresários é fundamental para retomar o crescimento que precisamos”, concluiu.

Cenário internacional

Dentro do mapeamento dos desafios, a economia brasileira é medianamente vulnerável e têm pontos positivos no cenário internacional, ou seja, reservas muito grandes e baixa dívida externa. “No momento em que o mercado está muito mais leve tecnicamente, começar a ter menos medo do futuro pode dar espaço a uma grande reprecificação de ativos”, afirmou o estrategista-chefe da BTG Pactual.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *