Educação financeira: a chave para o seu sucesso financeiro!

O mundo dos investimentos chama atenção pelas chances de resultados positivos e faz com que muitas pessoas sejam atraídas pelo desejo de investir e multiplicar sua renda. Contudo, há um passo anterior: é preciso aprender a cuidar do dinheiro e investir melhor.

A educação financeira é a etapa inicial de qualquer sucesso como investidor. Afinal, como ter bons resultados no mercado se você não tem ainda informações básicas de como organizar seu orçamento para se tornar um investidor?

A busca por conteúdos de qualidade é, sem dúvida, a chave para o sucesso. Por isso, a Valor Educação trouxe para você um post especial sobre o assunto!

O que é educação financeira?

A educação financeira consiste na aprendizagem e na aquisição de conhecimentos sobre a administração dos seus recursos financeiros. Ela é essencial para saber como ganhar mais dinheiro e como lidar com ele.

Infelizmente, informações sobre finanças não estiveram em foco no Brasil nas últimas décadas — o que certamente contribuiu para que nossa população tenha altos níveis de endividamento e inadimplência. Mas a realidade está mudando.

Nos últimos anos, tornou-se mais fácil encontrar bons mentores em educação financeira. Seja em livros, em conteúdos da internet, em cursos, em consultorias ou assessorias de investimentos etc. Ate mesmo as crianças já estão recebendo educação financeira.

É comum que as pessoas valorizem muito a renda que ganham, como se ela fosse suficiente para determinar o sucesso financeiro. Entretanto, não é assim que acontece. É possível ver pessoas com uma alta renda, mas que não têm educação financeira.

De outro lado, mesmo os profissionais que ainda não recebem o salário que desejam podem se beneficiar muito de conhecimentos sobre finanças pessoais. A organização financeira os ajuda a otimizar seus recursos e melhorar seus resultados ao longo do tempo.

Então, um dos principais ensinamentos da área é que não se deve esperar o momento ideal para cuidar melhor do seu dinheiro.

Qual é a importância da educação financeira?

Embora seja frequentemente confundida, a educação financeira não se limita a dicas de economia. Na realidade, ela traduz uma nova maneira de olhar para os seus recursos, sendo capaz de administrá-los com eficiência para tomar decisões mais conscientes.

Conheça alguns elementos trazidos por ela e que fazem muita diferença na sua vida.

Planejamento

Um dos pilares da educação financeira é o planejamento de gastos. Alguém que começa a se educar sobre finanças vê que existe a necessidade primária de ver o dinheiro de maneira planejada — o que permite parar de ser controlado por ele.

Muitas pessoas não têm um orçamento organizado e sentem como se vivessem para pagar as contas. Quando há um planejamento, é você quem está na liderança, pois passa a haver um processo de decisão sobre os ganhos e os gastos mensais – e sobre os investimentos.

Maior controle sobre as despesas

O planejamento não existe sozinho. Ele diz respeito à organização de suas expectativas para o futuro, mas é preciso garantir que haja modos de controlar o presente. Por isso, a educação financeira também envolve o controle constante.

Na medida em que se buscam conhecimentos sobre finanças pessoais, torna-se mais fácil decidir adiar uma compra por não estar nos planos prioritários, por exemplo. A organização das despesas é indispensável para o sucesso financeiro.

Cuidar do seu dinheiro dessa forma depende dos objetivos elencados no planejamento. Se você tem o plano de investir determinado valor, por exemplo, a meta guiará suas decisões momentâneas e ajudará a reduzir compras feitas por impulso.

Otimização do orçamento

No começo deste post, você viu que ganhar mais não significa, necessariamente, ter a chave para o sucesso financeiro. Pelo contrário: pessoas com renda menor, mas que tenham um orçamento otimizado, conseguem conquistar resultados melhores.

A aprendizagem de como organizar o orçamento também é uma ferramenta da educação financeira. Quanto mais seus conhecimentos se ampliam, mais a sua renda mensal passa a render — ainda que não haja aumento no seu salário.

Prevenção de dívidas

Educar-se sobre finanças também é um meio de manter a saúde financeira, pois previne o endividamento. Afinal, se há um controle do orçamento e uma proteção contra compras por impulso, seu dinheiro está mais protegido.

Quando se passa a organizar as finanças e viver de acordo com o que ganha, o risco de precisar recorrer ao crédito bancário é bem menor. Assim, você lida com o seu dinheiro com mais equilíbrio e evita o pagamento de juros.

Formação de reserva financeira

Um dos elementos mais importantes para prevenir dívidas e garantir a saúde da sua relação com o dinheiro é a formação de uma reserva financeira. A educação financeira faz com que seu dinheiro seja gasto com eficiência — consequentemente, o ideal é que haja sobras no orçamento.

A quantia que sobra depois de pagar seu custo de vida está disponível para compor reservas financeiras que trabalhem em prol do seu futuro. O dinheiro pode ser dividido e investido de acordo com seus objetivos.

A primeira necessidade é formar uma reserva de emergência — que deve reunir de 6 meses a 1 ano do seu custo de vida. Ela promove estabilidade financeira ao oferecer suporte em casos de dificuldade.

Depois de ter uma reseva assim, você ganha uma proteção para período de crise. Logo, torna-se viável investir seu dinheiro para outros objetivos, sejam de curto, médio ou longo prazo.

Qual a relação entre educação e investimentos?

Como você viu, é a educação financeira que permite organizar suas finanças e ter dinheiro sobrando para investir. Quem deseja se tornar investidor, mas não consegue colocar em prática os princípios que citamos pode se ver sempre adiando o plano.

Mas quem consegue planejar seu orçamento e controlar os gastos é capaz de separar quantias mensais para realizar os melhores investimentos. Você só tem a ganhar com isso, já que o seu dinheiro se multiplica no longo prazo pela ação dos juros compostos.

Logo, os valores investidos estarão aumentando e facilitando a realização de planos futuros. A educação financeira também ajuda os investidores a definirem objetivos, identificarem o seu perfil de investimento e organizarem seus aportes frequentes.

Percebe como investir em conhecimentos a partir da educação financeira é o primeiro passo para se tornar um investidor? Aprendendo sobre o assunto, você terá os recursos e ferramentas que precisa para mudar sua forma de lidar com o dinheiro. Os resultados são muito vantajosos!

E você, quer continuar se aprofundando nos temas relacionados às finanças e investimentos? Nós, da Valor Educação e da Valor Investimentos temos um compromisso em fomentar a educação financeira no país.

Por isso, temos realizados lives gratuitas para clientes e não clientes que desejam aprender a cuidar melhor do seu dinheiro e fazê-lo render a partir das melhores decisões de investimento.

Aprenda com os melhores a cuidar das suas finanças e investir para acumular patrimônio. Confira e se inscreva em nosso canal no YouTube e o Instagram (@valoreducacao). Participe conosco dessa jornada!

(AGENDA)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *