Conheça as formas de fazer sucessão empresarial!

Sucessão empresarial nada mais é que o processo de passagem de capital, administração e poder da atual gestão a outra sociedade, a qual se responsabiliza por todas as dívidas, créditos e contratos vinculados à tal empresa sucedida.

As atividades econômicas dessa companhia continuam ativas no mercado, a fim de possibilitar a perpetuação do negócio e o seu legado. Nesse sentido, é importante que você saiba quais são as formas de fazer sucessão empresarial para não correr riscos.

Não sabe nem por onde começar a fazer a sucessão empresarial da sua companhia? Pois bem, você está no lugar certo! Neste artigo explicamos a importância desse processo, quais as principais formas de sucessão e como preparar a sua empresa para isso. Confira!

Por que é importante saber como fazer a sucessão empresarial?

É muito importante que você saiba como fazer a sucessão empresarial para possibilitar que o seu negócio se perpetue mesmo diante da sua ausência. Muitas empresas vão à falência quando uma transição é malfeita. Por essa razão, você precisa estruturar todo o processo para que qualquer mudança feita — seja ela significativa ou não — não prejudique o desenvolvimento da empresa no mercado.

Afinal, depois de tanto esforço para fazer o seu negócio funcionar e ter sucesso, nada mais justo que ter profissionais capacitados o suficiente para dar continuidade aos trabalhos, certo?

Quais são as principais formas de fazer a sucessão empresarial?

A seguir, explicamos quais são as principais formas de fazer a sucessão para que você não cometa equívocos que podem comprometer o seu patrimônio. Acompanhe!

Sucessão familiar

Nesse caso, a atual gestão transfere seus poderes de titularidade da empresa aos seus sucessores naturais (como filhos e netos) ou familiares próximos (como irmãos). Esse tipo de sucessão pode ocorrer em virtude de um simples acordo em contrato ou de um falecimento.

O plano de sucessão familiar pode ser usado até mesmo para montar uma liderança forte na empresa, fazendo com que todos os líderes tomem suas decisões baseadas nos objetivos do negócio.

Holding familiar

Nesse caso, o empreendimento é criado com o objetivo de controlar o patrimônio de um ou mais membros de uma mesma família, os quais têm participações societárias e bens em seus nomes. Isto é, o patrimônio é administrado por membros da família que constituem uma sociedade. Assim, as tomadas de decisão são feitas com a participação desses sócios.

Por exemplo, o holding pode ter o papel de sócio majoritário em diversos outros negócios da família, dessa forma, cabe a ele decidir os assuntos relacionados ao funcionamento e desenvolvimento do negócio.

Aquisição de fundo de comércio

Existe uma forma de sucessão empresarial que é concedida perante a lei. Estamos falando da aquisição de fundo de comércio. Nesse caso, há a transferência da parte principal da atividade-fim da companhia.

Ou seja, nessa modalidade o negócio que substituir o outro dá continuidade às atividades no mercado, atuando no mesmo estabelecimento e conservando o emprego dos colaboradores nas suas mesmas funções. As dívidas da empresa antecessora também ficam a cargo da sucessora.

Como preparar a empresa para a sucessão empresarial?

Depois de entender as principais formas de fazer a sucessão empresarial, é hora de preparar o seu negócio para executar esse processo. É nesse momento que muitos empresários ficam paralisados ou cometem equívocos. Para reduzir seus riscos, apresentamos um rápido passo a passo. Veja!

Faça um planejamento com antecedência

O mais recomendado é que o plano de sucessão empresarial seja elaborado já no início das atividades da companhia. Mas não se preocupe caso essa não seja a sua realidade, pois você pode definir o plano agora. O importante é não deixar para a última hora, pois isso é algo que deve ser feito com muita calma e cautela.

Esse planejamento deve desenvolver estratégias eficientes que contribuam para uma sucessão tranquila e sem contratempos. O fundador da organização é peça fundamental nesse momento, pois é quem tem um conhecimento mais profundo sobre os processos da empresa.

Prepare os possíveis sucessores

Escolher os possíveis sucessores é uma das decisões mais sérias. Afinal, eles que darão continuidade ao negócio. Sendo assim, é importante que você os capacite para assumirem esse cargo tão importante.

Nesse sentido, é necessário estabelecer critérios para assumir essa posição e adotar métodos para garantir a qualidade da execução das responsabilidades. Treinamentos são muito bem-vindos nesse momento.

O profissional precisa ter inteligência organizacional, competência e habilidades para resolver conflitos e encontrar soluções. Sem contar o espírito de liderança, indispensável para quem precisa comandar.

Mantenha a sua equipe engajada

A sua equipe precisa estar envolvida no processo sucessório. Sendo assim, é importante que todos participem ativamente das estratégias e estejam comprometidos com esse objetivo.

Esse engajamento dos colaboradores fará com que eles se motivem para contribuir de maneira decisiva em todas as etapas do processo. Dessa forma, você será capaz de fazer uma sucessão empresarial mais eficiente, eliminando os gargalos que podem prejudicar a empresa no futuro.

Evite conflitos

Os conflitos são muito comuns em uma sucessão empresarial. A divergência de ideias e posicionamentos entre os interessados ao cargo e os fundadores da companhia é algo que pode causar sérias divisões e, consequentemente, destruir um negócio que levou anos para ser bem estruturado.

O diálogo e o respeito entre as partes sempre será a melhor saída para reduzir essas atribulações. Assim, se reduz aquela sensação de disputa e, ao mesmo tempo, se promove o equilíbrio dentro da empresa.

Conte com ajuda profissional

Fazer a sucessão empresarial não é algo tão simples. Isso porque, além de promover mudanças nas questões gerenciais, também existem trâmites legais que precisam ser seguidos à risca. Se você não sabe exatamente quais são eles, a melhor solução é procurar ajuda de um profissional especializado na área.

Esses experts podem não só regularizar a parte burocrática do processo, mas também melhorar os índices de competitividade e produtividade da empresa no mercado.

Em qualquer uma das formas de fazer a sucessão empresarial, você já deve ter percebido que, se não for executada da maneira correta, a empresa pode sofrer muitos prejuízos, inclusive falir. Para evitar esse tipo de situação, siga nossas orientações e conte com o auxílio de um profissional especializado!

Quer receber mais dicas para ajudar a melhorar a gestão do seu negócio? Assine nossa newsletter que enviaremos direto para o seu e-mail!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *