Ibovespa: conheça o índice que pode bater recordes em 2020

Referência para quem deseja investir com foco no longo prazo – montando uma carteira de ações – e para aqueles que especulam no mercado com objetivo de ganhar dinheiro no curto prazo, o índice Ibovespa é um dos principais índices do mercado brasileiro.

Por fornecer informações importantes ao investidor que atua no ambiente da bolsa de valores brasileiras, a verdade é que o Ibovespa deveria ser conhecido por todos. Contudo, ainda são muitas as pessoas que não entendem o que é e como funciona o IBOV.

Neste artigo, você entenderá um pouco mais sobre este índice do mercado brasileiro e descobrirá por que ele pode ajudar você a tomar boas decisões de investimento e a especular, se desejar, no mercado de ações. Continue a leitura e saiba mais!

O que é o índice Ibovespa?

Antes de explicar o que é o Ibovespa, vamos começar compreendendo justamente o que ele não é. Diferente do que muitos acreditam, o Ibovespa não é um investimento ou uma categoria de investimentos da bolsa.

Muitos investidores – sobretudo os iniciantes – acreditam que o índice Ibovespa é um investimento, semelhante aos fundos de índice (sobre os quais falaremos mais adiante). Entretanto, é importante ter em mente que essa não é a sua definição.

O Ibovespa é um indicador de desempenho médio de todas as ações negociadas na bolsa de valores brasileira B3 (antiga BM&FBovespa). Por isso, é utilizado como referência para identificação das movimentações do mercado brasileira.

Se o IBOV está em queda, normalmente as ações mais líquidas do mercado brasileiro estão recuando. O mesmo na alta: se o índice avança, é comum que os papéis das maiores empresas listadas na bolsa estejam avançando.

Entenda a seguir como funciona o IBOV em detalhes e por que ele é tão importante para quem investe ou especula em ações.

Como funciona o índice Ibovespa?

O índice é composto por uma carteira teórica das ações mais negociadas e mais líquidas do mercado brasileiro, cuja composição se modifica a cada quatro meses.

Esta carteira deve ser formada pelas ações que representam 80% do total das negociações que acontecem na bolsa durante um determinado período. Por conta desta característica, o índice acaba se tornando uma importante referência do mercado acionário brasileiro.

Cada ponto do Ibovespa equivale a um real. Se este índice estiver em 120 mil pontos, por exemplo, isso significa que, para compor a carteira teórica deste índice, o investidor precisará investir R$ 120 mil reais.

A carteira teórica do IBOV recebe atualizações três vezes ao ano, compreendendo os períodos de janeiro a abril, maio a agosto e, por último, setembro a dezembro. A nova atualização ocorre sempre na primeira segunda-feira do primeiro mês de cada período.

E, caso haja necessidade, você pode sempre consultar a composição atual do índice no site oficial da B3.

Por que essa atualização constante?

Analisar o índice com essa frequência torna possível excluir ações que não se encaixam mais nos requisitos pré-estabelecidos e incluir novas ações que ganharam destaque. Algumas regras que as ações devem seguir para conseguir um lugar no Ibovespa são:

  • não ter cotação média abaixo de 1 real;
  • não ser ação de uma empresa que esteja em recuperação judicial, extrajudicial ou intervenção;
  • ter participação em volume negociado na bolsa maior ou igual a 0,1% nos últimos 12 meses;
  • ter uma frequência de negociação de 95% ou mais nos pregões realizados nos últimos 12 meses.

Qual a importância do Ibovespa para o investidor?

Como você já percebeu, o Ibovespa desempenha um importante papel no mercado financeiro brasileiro. Mas, qual seria a importância deste índice para o investidor se não é possível investir no IBOV?

A verdade é que o Ibovespa tem relevância para investidores nas mais diversas situações. Primeiro, ele serve como benchmark para os investimentos em ações. Portanto, se você investe em ações, poderá se basear nos resultados do Ibovespa para verificar se seu investimento estão ou não performando bem.

Além disso, o índice se torna peça fundamental para fundos de índice (ETF) que espelham a carteira do Ibovespa – como é o caso do BOVA11 – e também para o mercado futuro, onde são realizadas especulações.

Os recordes do índice Ibovespa

Em 2019, o índice Ibovespa ganhou destaque nos noticiários graças aos recordes alcançados. Este avanço ocorreu devido a inúmeros fatores mas, em uma análise simples, ele mostra que o mercado de renda variável brasileiro está vivendo um bom momento – especialmente após a Reforma da Previdência.

Além disso, as recentes quedas da taxa SELIC reduziu a rentabilidade dos investimentos em renda fixa – levando muitos investidores a tomarem mais risco em busca de melhores oportunidades de rendimentos no mercado de renda variável.

Por conta deste cenário, são grandes as possibilidades de o Ibovespa bater novos recordes também em 2020. Portanto, vale a pena ficar atento a ele e às oportunidades que podem surgir no mercado acionário.

Como investir no Ibovespa?

Você já sabe que o Ibovespa é a referência principal do mercado brasileiro no âmbito da renda variável. E que o IBOV não é um investimento. Então, como investir no Ibovespa?

Fazer investimentos no índice não é possível. Mas, como já citamos acima, existe a possibilidade de fazer investimentos que espelham a movimentação e a rentabilidade do IBOV – ou que procuram superar estes rendimentos.

É o caso dos fundos de índice (ETFs) e dos fundos de ações que têm o IBOV como benchmark – que são opções para quem deseja investir com foco no longo prazo.

Ambos os veículos de investimento, inclusive, podem ser opções interessantes para aqueles que têm o interesse de investir no mercado de ações mas não dispõem de quantia tão alta para estes aportes.

Por outro lado, para quem deseja apenas especular e ganhar dinheiro com compra e venda de ações no curtíssimo prazo, é possível utilizar a movimentação do Ibovespa para realizar operações de contratos e mini contratos no mercado futuro.

Conclusão

Seja qual for seu objetivo, entender o que é, como funciona e para que serve o Ibovespa é sempre importante para qualquer investidor que invista ou pretenda investir – ou especular – no mercado de ações.

A partir dele você não apenas consegue identificar a situação do mercado de renda variável brasileiro – e avaliar eventuais oportunidades de investimento ou especulação –  como também verificar se os seus investimentos estão performando adequadamente, considerando este índice de referência do mercado acionário.

Portanto, vale a pena ficar de olho no índice em 2020, que tem tudo para avançar e bater novos recordes ao longo do ano!

E você, já conhecia o índice Ibovespa? Então que tal continuar seu aprendizado e entender mais sobre a operação especulativa Day Trade? Clique aqui e confira!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *