O que são BDR’s?

No mercado existem muitas siglas e nomes técnicos que, às vezes, até passam despercebidos pelos investidores. Provavelmente alguns já escutaram sobre BDR’s e ADR’s, mas será que sabemos tudo sobre elas?

Primeiramente, vamos nos atentar aos BDR’s. Do inglês “Brazilian Depositary Receipt” ou traduzidas, grosso modo, como “Recibos de Depósito Brasileiro”. A sigla pode ser definida como um ativo em que o investidor brasileiro venha adquirir quando está interessado em investir em uma empresa estrangeira.

Ele serve como ferramenta para empresas estrangeiras captarem recursos no mercado brasileiro. Além de permitir ao investidor em geral adquirir empresas que são lastreadas em ativos estrangeiros.

No entanto, o investidor deve saber que investir em BDR’s não é necessariamente comprar ações diretamente de empresas estrangeiras. Os BDR’s funcionam parecido com os “fundos de investimentos” no qual possuem ações estrangeiras em seu portfólio. Logo, caso o investidor queira comprar ações da Apple, Amazon ou Google, ele consegue, porém, não se torna efetivamente um “sócio” da empresa, uma vez que quem adquiriu o papel foi o BDR e não o investidor pessoa física.

No Brasil as instituições que emitem os BDR’s são chamadas de instituições depositárias. Assim, é possível comprar papéis como Mc Donald’s, Microsoft, Coca-cola, Nike, dentre vários outros de forma indireta através dos BDR’s. Cabe ressaltar que não só empresas americanas, mas quaisquer empresas estrangeiras podem negociar via BDR no mercado brasileiro.

Outro ponto é que seus valores são dados em reais para facilitar o trâmite entre os investidores. Dessa forma, não há necessidade em abrir contas no exterior e nem converter para outra moeda para comprar os BRD’s.

Existem dois tipos de BDR’s

Vamos ao entendimento dos dois:

1. BDR patrocinado: a principal característica desse tipo é que a empresa estrangeira deve solicitar a uma instituição depositária a sua intenção de ter seus ativos negociados no Brasil. Esses BDR’s são divididos em 3 níveis.

Quais os níveis de BDR’s?

Nível I – Os BDR’s patrocinados de nível I são para pessoas físicas ou jurídicas e só podem ser adquiridos para investimentos financeiros superiores a 1 milhão de reais. O que torna inviável para grande maioria dos investidores pequenos.

Existem outros entraves também. Exemplo: no Brasil só algumas repartições podem adquirir esse tipo de BDR, como instituições financeiras, fundos de investimentos, administradores de carteiras, consultores mobiliários autorizados pela CVM, entidades fechadas de previdência complementar, empregados da empresa patrocinadora.

Nível II e III – Ambos têm como característica a exigência de registro da companhia na CVM. Eles também são emitidos para negociação em bolsa ou mercado de balcão organizado no Brasil, coisa que não acontece com o nível I.

O que difere um do outro é que o nível III é registrado na hipótese de distribuição pública simultânea no exterior e no Brasil. Logo, caso o investidor pequeno queira adquirir BDR’s, ele vai adquirir o nível II ou III.

 

2. BDR não patrocinado: diferentemente dos patrocinados, essa modalidade é um programa instituído por uma instituição depositária responsável pela emissão do certificado sem um acordo direto com a companhia emissora dos valores imobiliários em questão.

No Brasil, as instituições depositárias que emitem os BDR’s não patrocinados também se responsabilizam por divulgar ao mercado brasileiro as informações corporativas e financeiras das companhias estrangeiras.

Essas instituições estrangeiras divulgam seus resultados de acordo com as normas e regras definidas pelo país de origem. Logo, a instituição depositária apenas acompanha as informações e repassa para o mercado brasileiro para ciência dos investidores.

Vantagens em investir em BDR’s

Uma delas é a possibilidade de diversificação nos investimentos, o que lhe permite ter mais uma opção na hora de investir. Outra vantagem, é que o investidor não precisa abrir conta no exterior e nem fazer operações com câmbio, ou seja, ele consegue comprar direto na bolsa brasileira ou em um balcão organizado.

Enfim, BDR’s são excelentes para quem busca uma opção a mais de investimento. Além disso, faz entender diversos tipos de mercado, seja o americano, seja europeu ou qualquer outro. Para investidores que estão começando, deem preferência ao mercado de capitais brasileiro, já que hoje é muito pouco explorado pela população e possui muito mais oportunidades que os BDR’s.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *