Payroll: o que é e por que é importante conhecê-lo?

Você já ouviu falar em Payroll? Trata-se de um dos indicadores mais importantes da economia dos Estados Unidos. E conhecê-lo pode fazer toda a diferença nas suas operações na bolsa de valores.

Muitos investidores – especialmente aqueles com perfil especulador – já estão acostumados a acompanhar notícias e indicadores do mercado e da economia. Afinal, a partir da análise de alguns deles é possível encontrar oportunidades interessantes para suas operações. O Payroll é mais um destes indicadores.

Quer entender o que é e por que é importante conhecer mais sobre o Payroll? Então reserve alguns poucos minutos para acompanhar este artigo sobre o assunto!

O que é Payroll?

O Non-Farm Payroll, popularmente chamado apenas de Payroll, é um indicador estadunidense considerado um dos principais índices macroeconômicos do mundo.

Ele é divulgado todos os meses e apresenta informações muito importante sobre o desempenho da economia dos Estados Unidos. Assim, o Payroll acaba exercendo influência no comportamento de todo o mercado mundial de forma significativa.

Considerado o principal índice relacionado a empregos dos Estados Unidos, ele representa a folha de pagamento que não está relacionada ao setor agrícola do país. Na prática, o Payroll mostra a variação no número de pessoas empregadas nos EUA entre um mês e outro.

Vale destacar, mais uma vez, que se exclui dessa contagem os trabalhadores do setor agrícola do mercado norte-americano.

Quando o Payroll é divulgado?

Os dados do Payroll são divulgados mensalmente. E fazem parte do relatório de emprego produzido pelo órgão oficial do Governo para avaliar o mercado de trabalho – o Bureau of Labor Statistics.

É importante mencionar que sua divulgação ocorre na primeira sexta feira de cada mês. E o relatório pode ser encontrado na internet, no site oficial do Bureau of Labor Statistics.

Contudo, apesar de sair toda primeira sexta-feira de cada mês, a divulgação do Payroll pode ser postergada para a segunda-feira seguinte em caso de algum evento ou feriado que impeça sua publicação normal.

O horário de publicação é sempre às 08:30 horas da manhã no horário local – normalmente às 09:30 horas no horário de Brasília. Entretanto, esses horários podem mudar ao longo do ano devido às alterações do horário de verão.

Como funciona o Payroll?

Até aqui você aprendeu que o relatório Payroll analisa a quantidade de empregos gerados nos Estados Unidos no mês anterior, com exceção do setor agrícola. Trata-se, na tradução livre, da divulgação da “folha de pagamento não-agrícola” do mercado norte-americano a cada mês.

O Payroll é o principal indicador sobre o mercado de trabalho dos EUA porque representa cerca de 80% do Produto Interno Bruto (PIB) deste país. Assim, busca trazer resultados sobre diversos campos, como:

  • quantidade de empregos criados;
  • taxa de desemprego;
  • horas trabalhadas;
  • setores com melhor desempenho ou que mais contratam;
  • setores que mais estão demitindo;
  • variação na média de ganho mensal;
  • variação do salário médio por hora;
  • variação média nos salários por ano.

Esses são dados que fazem parte da divulgação do Payroll. No entanto, três indicadores relacionados ao índice merecem atenção. Afinal, eles ajudam a entender as movimentações da economia norte americana.

São eles: taxa de desemprego, ganho médio por hora trabalhada e geração de emprego. Entenda melhor abaixo:

Taxa de desemprego

Essa taxa mede o percentual da força de trabalho total que se encontra desempregada, mas que está em idade ativa e que procurou emprego nos últimos 30 dias.

Esse dado precisa ser sempre analisado porque um valor muito acima do esperado pode demonstrar que o mercado de trabalho está fraco nos Estados Unidos.

Ganho médio por hora trabalhada

A análise das horas trabalhadas indica a variação da taxa básica média de horário nas principais indústrias do país. Esses números podem dar uma noção do crescimento da renda pessoal durante o mês.

Assim, valores acima do esperado podem ser positivos para a economia. E movimentam os mercados mundiais.

Geração de empregos

O relatório tem como função principal analisar o emprego. Logo, a geração de postos de trabalho nos EUA é um dos indicadores mais importantes do relatório.

Nesse quesito, o Payroll pode mostrar informações sobre classe social mais afetada ou mais empregada, faixa etária dos trabalhadores empregados e região onde mais se gerou empregos.

Entenda que todos os indicadores envolvidos no Payroll têm sua importância. Afinal, eles estão relacionados à maior economia do mundo. E é por isso que causam tanta influência e volatilidade nos mercados dos EUA e de outros países do planeta.

Como analisar o relatório mensal do Payroll?

Se você decidir analisar o relatório do Payroll para encontrar oportunidades de investimento ou especulação, pense da seguinte maneira: quando os índices estiverem acima da expectativa, isso pode significar que o mercado de trabalho dos EUA está aquecido.

Por outro lado, indicadores que estejam abaixo do esperado podem ser encarados como um aspecto negativo. De forma geral, um Payroll com dados abaixo do previsto pode revelar que a economia estadunidense não está aquecida.

Além disso, maus resultados nesse relatório podem indicar problemas como: aumento do desemprego e do trabalho informal, diminuição do consumo e dos salários, dentre outros – que afetam diretamente a economia e, claro, os investimentos (e os investidores).

Tenha em mente que o aumento do emprego demonstra que empreendimentos estão contratando, a economia está crescendo e a população tem mais dinheiro para gastar. Como consequência, os negócios tendem a avançar.

Vale ressaltar que o relatório deve ser avaliado com cuidado para entender o cenário econômico dos Estados Unidos e seus possíveis impactos no mundo.

Por que analisar o Payroll é importante?

Por representar cerca de 80% do PIB dos Estados Unidos, o Payroll divulga informações que acabam influenciando o comportamento de todo o mercado financeiro. Afinal, os resultados obtidos no Payroll impactam, entre outros fatores, a variação na taxa de juros, preço do dólar, compra e venda de ativos na Bolsa dos Estados Unidos, etc.

Mais uma vez, é importante ter em mente que os Estados Unidos é a maior economia do mundo e o que acontece por lá acaba refletindo no resto do mundo. Estes reflexos ocorrem tanto no ambiente econômico quanto no mercado financeiro em si.

Não é à toa que a bolsa de valores se comporta de maneira bastante volátil em dia de divulgação do Payroll. Esta movimentação, por sua vez, pode ser bastante interessante para aqueles que desejam buscar por ganhos no curtíssimo prazo na bolsa – fazendo operações de Day Trade, por exemplo.

Entretanto, vale a pena considerar os riscos envolvidos nesta prática. Afinal, as oscilações da bolsa no curtíssimo prazo podem também fazer você perder bastante dinheiro.

Avaliar, portanto, os resultados do Payroll pode ajudar o investidor a identificar oportunidades de investimento – ou especulação – nos Estados Unidos ou em outros mercados (como o mercado brasileiro). E, claro, auxiliá-lo nas projeções acerca da economia norte-americana e mundial.

Por isso, não deixe de acompanhar o Payroll mensalmente, a fim de compreender melhor as mudanças econômicas e se tornar um investidor mais preparado – seja para operações de curto ou longo prazo!

Gostou de aprender sobre esse indicador? Confira agora tudo o que você precisa saber para investir em fundos de investimento!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *