5 principais aplicações financeiras em Renda Fixa

Renda Fixa é uma forma de aplicação financeira cujo pagamento de juros é realizado em prazos determinados. Esses prazos podem ser conhecidos previamente (taxas prefixadas) ou calculados na data de pagamento (taxas pós-fixadas).

5 Principais aplicações financeiras em Renda Fixa

1. Poupança

Investimento mais tradicional do país (desde 1861), é isento de Imposto De Renda e garante rentabilidade anual de cerca de 6% mais TR (Taxa Referencial, calculada pelo Banco Central a partir das taxas médias mensais ponderadas dos CDB’s prefixados das 30 maiores instituições financeiras do país, eliminando as duas menores e as duas maiores) quando a Selic equivale a 8,5% ao ano ou os supera.

Quando o índice é menor, a poupança paga 70% da Selic mais TR.

2. CDB

Certificado de Depósito Bancário. A instituição paga uma remuneração pelo depósito.
Para saber mais clique aqui.

3. Tesouro Direto

Títulos de renda fixa (pré e pós-fixados) do Tesouro Nacional. Os pós-fixados são corrigidos pela Selic ou pelo IPCA.

4. Debênture

Título emitido por uma empresa para captar recursos. Pode ou não ser convertida em ações da companhia ao fim da aplicação.

5. LCA/LCI

Letras de crédito lastreadas, respectivamente, em negócios agropecuários ou do mercado imobiliário. Instituições financeiras fixam valor mínimo para investimento inicial e prazo para resgatar as aplicações.
Para saber mais clique aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *