Principais tipos de aplicação financeira em Renda Variável

Nesta modalidade de aplicação financeira – Renda Variável – os ganhos dependem das oscilações de mercado. Além disso, os investidores escolhem essas alternativas de maior risco em busca de rendimentos superiores aos de Renda Fixa.

1. Ação

A menor fração do capital de uma empresa. Pode ser negociada em Bolsa. A ação ordinária dá direito a voto na empresa. A mais negociada costuma ser a ação preferencial, pois seu dono, embora não tenha direito a voto, tem prioridade ao receber dividendos (lucros) ou reembolso de capital (no caso de a companhia fechar).

2. Fundo de Investimento

Espécie de condomínio de investidores, gerido por instituição financeira que cobra uma taxa de administração pelo serviço. O fundo recebe depósitos e faz aplicações financeiras, repartindo ganhos e perdas entre seus participantes. A CVM (Comissão de Valores Imobiliários) é responsável pela fiscalização.

Fundos mais comuns

. Fundo Cambial – O dinheiro de vários investidores é corrigido por papeis atrelados à valorização de moedas, em geral o dólar.

. Fundo Multimercado – Acompanha o valor de uma cesta de ativos. São mais agressivos os que incluem mais papeis ligados a ações e moedas. Os atrelados a juros são mais conservadores.

. Fundo de Ações – Segue o valor de um grupo de ações (as que compõem o Ibovespa, por exemplo, ou empresas de um mesmo setor).

 

Confira também! 5 principais aplicações financeiras em Renda Fixa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *