Você sabe qual o seu perfil de investidor? Veja aqui.

A função de saber o seu perfil como investidor é fazer com você consiga se autoconhecer. O perfil é uma forma de classificar o investidor e saber melhor qual é o seu estilo. Investir está ligado ao risco segundo o qual você pode suportar, a fim de conseguir mais ou menos rentabilidade diante de um produto financeiro escolhido.

A ideia central é saber se o investidor está propenso a investir em coisas que podem representar maior ou menor risco. Aliás, o duplo termo ‘Risco’ e ‘Investimento’ se relacionam a partir da possibilidade de perder dinheiro ou ter maiores rendimentos. É, nesse sentido, que existem produtos mais ou menos arrojados que se enquadrarão ou não com o seu perfil.

Assim, muitas instituições aplicam um formulário, chamado API (Avaliação do Perfil do Investidor) ou ‘Suitability’ – que significa verificar a adequação dos produtos ou serviços financeiros às necessidades, interesses e objetivos do investidor.

Por meio da API ou Suitability, você conhecerá melhor o seu perfil de investidor e saberá quais são os produtos mais adequados para investir seu dinheiro.

Existe basicamente 3 tipos de perfis:

É preciso que você saiba e compreenda qual é o seu perfil. Por quê?

Primeiro argumento: isso é fundamental para o processo de decisão de investimento.

Segundo argumento: conhecendo seu perfil, você vai saber decidir o seu melhor e mais correto investimento.

Existe basicamente 3 perfis de investidores:

A) Perfil Conservador – Prefere não correr em seus investimentos;

B) Perfil Moderado – Você pode lidar com perdas, para lhe permitir ter maior potencial de ganho no longo prazo;

C) Perfil Arrojado – Admite-se algumas perdas de capital, caso isso signifique uma promessa de retornos mais altos no futuro.

Importante saber qual é o seu perfil de investidor, para se ter a definição de quais produtos financeiros são mais adequados ao seu perfil. Essa é uma forma proteger o investidor e fazer com que ele consiga obter um autoconhecimento essencial ao mercado financeiro.

A proteção acima mencionada significa, em outras palavras, seu gerenciamento de riscos. Traduzindo: A) proteção do capital que você possui; B) proteção da reserva de liquidez que você possui.

É bom lembrar! Liquidez são aplicações financeiras que se mantém nos bancos e corretoras, podendo regatá-las a qualquer momento. Isso faz com que se possa gerenciar o risco.

Por fim, outra maneira de obter proteção é diversificar seus investimentos, pois o risco de perdas diminui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *